Esqueceu sua senha?

Notícias do Setor

Fundo de inovação paulista anincia aporte de R$3 milhões na horus aeronaves Adicionado em 10/04/2017
 
Empresa fabricante de drones profissionais oferece soluções aéreas para o agronegócio e agricultura de precisão

O Fundo Inovação Paulista (FIP), criado pela Agência de Desenvolvimento Paulista (Desenvolve SP), acaba de anunciar um aporte de investimento de R$ 3 milhões na Horus Aeronaves, startup desenvolvedora de tecnologia de ponta em drones para mapeamento aéreo. Com o aporte, a empresa irá concentrar esforços em oferecer soluções ao mercado do agronegócio, ampliar a capacidade produtiva e marcar presença no estado de São Paulo com uma nova sede em Piracicaba, cidade referência em agrotecnologia e principal polo em agricultura tropical de precisão do mundo, abrigando 37% das startups de agronegócios do País.

Em fase de investimento, o FIP, que tem patrimônio de R$ 105 milhões, busca pequenas e médias empresas e startups paulistas de base tecnológica dos setores de tecnologia da informação e comunicação, tecnologias agropecuárias, nanotecnologias e tecnologias em saúde. Com o novo aporte, a Horus Aeronaves é a 13º empresa a compor carteira de clientes do Fundo. “O estado de São Paulo tem vocação para a inovação e o desenvolvimento de novas tecnologias. O investimento em projetos inovadores que aumentem a competitividade das empresas paulistas está no DNA da Desenvolve SP e do Governo do Estado”, diz Milton Luiz de Melo Santos, presidente da instituição financeira criadora do Fundo Inovação Paulista.

Agricultura com precisão

O modelo de negócios da Horus Aeronaves surgiu após os sócios-fundadores Fabrício Hertz, Lucas Mondadori e Lucas Bastos identificarem uma oportunidade de mercado no desenvolvimento de aeronaves não tripuladas. Eles perceberem que as imagens captadas por drones possuem informações valiosas para o pequeno agricultor que poderia aumentar a produtividade da lavoura, reduzir custos e viabilizar o controle de pragas de maneira mais eficiente. Até então, essas informações estavam inacessíveis devido aos altos custos de operação da aerofotogrametria convencional, técnica que utiliza aeronaves tripuladas, equipadas com câmeras fotográficas métricas, para fins de mapeamento.

“Nosso principal objetivo é atender as necessidades dos clientes e oferecer as melhores soluções em aerolevantamento com drones para aplicações em agricultura de precisão. Nossa tecnologia é resultado de anos de pesquisa e desenvolvimento incentivados por programas de inovação”, afirma Fabrício Hertz, diretor executivo da empresa. O último lançamento da Horus Aeronaves, o Drone Maptor, é um dos veículos aéreos não tripulados referência no mercado brasileiro.

Por meio de sistemas de inteligência artificial e tecnologias embarcadas, a empresa também oferece serviços integrados, como uma plataforma de processamento de imagens que facilita a experiência dos usuários que já realizam voos com drones, mas possuem dificuldades no processamento dos mapas e na interpretação dos dados.

“Nossas aeronaves possuem sensores bastante similar a sistemas utilizados apenas em satélites. Isso possibilita que, por meio dos nossos algorítimos de inteligência computacional, façamos diagnósticos precisos quanto aos problemas de manejo na plantação, prevenção de infestação de pragas e otimização no uso de insumos, sempre buscando reduzir os custos do agricultor e aumentar a produtividade da lavoura” destaca Lucas Bastos, diretor de projetos da empresa.

Apontada como uma das dez tecnologias mais promissoras pelo World Economic Forum’s Meta-Council on Emerging Technologies, os drones ganham cada vez mais espaço em todos os setores de mercado, principalmente no agronegócio, um dos principais mercados consumidores dessa tecnologia. Com diversas aplicações que beneficiam o produtor rural, pesquisas feitas pela Gartner afirmam que a tecnologia aplicada pode dar um retorno positivo e otimização no uso de insumos de 15% a 20% aos agricultores. 

Esse segmento tem recebido vultosos investimentos de venture capital no mundo. No entanto, a Horus é a primeira empresa de Drones brasileira a receber recursos de um fundo de capital de risco para turbinar seu desenvolvimento e crescimento. “Considerando o enorme destaque em inovação agro e as peculiaridades da agricultura tropical de grande escala, o Brasil apresenta enorme oportunidade para Companhias como a Horus desenvolverem e comercializarem tecnologias neste segmento”, afirma Francisco Jardim, da SP Ventures, Gestora do Fundo de Inovação Paulista.
 
Sobre o Fundo de Inovação Paulista

O Fundo de Inovação Paulista é um veículo de investimentos altamente inovador, idealizado e criado pela Desenvolve SP, maior investidor do Fundo. O Inovação Paulista também conseguiu reunir investidores como a FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa de SP), FINEP (Agência de Inovação do MCT) e Sebrae-SP, além de investidores internacionais e privados. Essa combinação de investidores institucionais, estaduais e federais, cada um com uma missão e um expertise complementar, tornou o Fundo extremamente efetivo. Ao selecionar uma Gestora privada responsável pelo operacional e atrair R$40MM de recursos privados e internacionais, o veículo se transformou num divisor de águas para o ecossistema paulista. O Fundo garimpa as melhores oportunidades cientificas em locais como Jaboticabal, Campinas, Botucatu, São José dos Campos, Limeira, Sorocaba, São Carlos, entre outros. Sempre seguindo as redes de pesquisa formadas pelos melhores centros de pesquisa do país, como USP, UNESP, UNIFESP, UNICAMP, UFSCAR e o ITA. A filosofia do Fundo é disseminar a cultura do empreendedorismo de alto impacto nestes centros de excelência sem jamais perder rumo da sua meta central: devolver um retorno financeiro elevado para seus investidores.

Sobre a SP Ventures

A SP Ventures é uma empresa cujo principal foco é potencializar grandes empreendedores a promoverem a destruição criativa via investimentos em Venture Capital no Brasil. A companhia realiza a compra de participação acionária em empresas de tecnologia inovadora e com alto potencial de crescimento. O objetivo da SP Ventures é tornar-se sócia de empreendedores com potencial de transformar o país. Além de investimento financeiro, a equipe da SP Ventures trabalha intensamente com os seus empreendedores para transformar pequenas empresas em negócios de alto impacto. A SP Ventures acredita que o empreendedorismo é a melhor forma de criar e distribuir riqueza num país de renda média como o Brasil.

Fonte: Desenvolve São Paulo


Comentários


Mapa do Site | Links Úteis | FAQ | Contato | Localização
ABVCAP RJ: Av. Nilo Peçanha nº 50 sala 2901 - Centro - Rio de Janeiro - 20020-906 | Telefone: 55-21-3970-2432
ABVCAP SP: R. São Bento, 470, 10º andar, ímpar - Centro - São Paulo - 01010-001 | Telefone +55 11 3106-5025