Esqueceu sua senha?

Notícias ABVCAP

[Congresso ABVCAP 2019 - Sessão 14] Perspectivas de investidores internacionais para infraestrutura. O que muda no marco legal das concessões e parcerias para atrair esses investidores Adicionado em 24/05/2019
 
Eduardo Farhat (Vice-presidente de Infraestrutura na América Latina, CDPQ)
José Carlos Medaglia Filho (Secretário de Obras Estratégicas e Fomento, Secretaria Especial do PPI)
Rodolfo Spielmann (Managing Director e Head da América Latina, CPPIB)
Moderadora: Marina Schneider, (Sócia, Mattos Filho Advogados).

Desde que foi lançado, em 2016, o Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) do governo Federal selecionou 193 projetos de infraestrutura, como concessões de aeroportos e rodovias, arrendamentos de terminais portuários e investimentos em transporte ferroviário. Deste total, 147 foram concluídos e contam com um investidor privado como prestador do serviço. Em março deste ano, o conselho do PPI aprovou outros 59 empreendimentos, elevando a lista de ativos em análise para 105.
 
O balanço foi apresentado por José Carlos Medaglia Filho, secretário de Obras Estratégicas e Fomento da Secretaria Especial do PPI no segundo dia do Congresso ABVCAP 2019. “Temos evoluído muito nas modelagens econômico-financeiras e nos estudos técnicos que apoiam esses projetos”, disse Medaglia. Outro avanço, segundo o executivo, foram as condições contratuais dos empreendimentos. “O objetivo é ter uma redução drástica no número de conflitos possíveis por falta de regras. Temos que reduzir os potenciais conflitos às situações de fato imprevisíveis”, concluiu.
 
Os investidores presentes ao painel se mostraram otimistas com os avanços.  “Vemos potencial muito grande e queremos continuar investindo”, afirmou Rodolfo Spielmann, vice-presidente de Infraestrutura na América Latina do CPPIB.  O CPPIB, fundo de pensão canadense, tem US$ 6 bilhões investidos no país em parques eólicos, na aquisição de participação na CESP, entre outros.
 
Para o executivo, a grande vantagem do mercado brasileiro frente a outros países da América Latina com quem disputa investimentos, como Peru, Chile e Colômbia, é a escala. O porte dos projetos, o cronograma previsível e plurianual e as regras estáveis foram elencados pelo executivo como critérios decisivos para a realização de investimentos do CPPIB.
 
Eduardo Farhat, vice-presidente de Infraestrutura na América Latina do CDPQ, também citou previsibilidade, escala e marco regulatório como fatores fundamentais. “Vemos a iniciativa do PPI como uma das mais relevantes do governo, que vai na direção correta para que a iniciativa privada, organizada em fundos de private equity e fundos de pensão, possa participar desses projetos”, afirmou.
 
“O nosso otimismo é muito fundamentado na tendência de redução do estado e busca de eficiência econômica”, completou o executivo do CDPQ, que, em consórcio com a Engie, venceu o leilão pela TAG - Transportadora Associada de Gás - em abril.

Fonte: ABVCAP


Comentários


Mapa do Site | Links Úteis | FAQ | Contato | Localização
ABVCAP RJ: Av. Nilo Peçanha nº 50 sala 2901 - Centro - Rio de Janeiro - 20020-906 | Telefone: 55-21-3970-2432
ABVCAP SP: R. Pequetita nº 145, 8º andar, cj 81 - Vila Olimpia - São Paulo - 04552-060 | Telefone +55 11 3106-5025