Esqueceu sua senha?

Notícias ABVCAP

[Congresso ABVCAP 2019 - Sessão 3] Investimentos em Private Equity – a fórmula do sucesso Adicionado em 23/05/2019
 
Carlos Asciutti (Sócio, EY)
Cristiano Lauretti (Managing Partner e Head de Private Equity, Kinea e Conselheiro, ABVCAP)
Fernando Borges (Managing Director e Head, The Carlyle Group no Brasil e vice-Presidente, ABVCAP)
Ricardo Propheta Marques (Sócio-diretor, BRZ Investimentos e Conselheiro, ABVCAP)
Moderador: Piero Minardi (Sócio-diretor, Warburg Pincus do Brasil e Presidente, ABVCAP).

O sócio da EY Carlos Asciutti iniciou a sessão apresentando os resultados do estudo “Acelerar Crescimento: Como os fundos de private equity criam valor no Brasil”, que avaliou investimentos com saída entre 2015 e 2017. A pesquisa apontou um crescimento médio de 36% no EBITDA (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) das empresas investidas durante o período. Ao todo, 20% das transações tiveram crescimento de múltiplos de referência não previstos no momento do aporte inicial.

O sócio fundador da DGF Investimentos, Sidney Chameh, contou casos em que o fundo levou as empresas a ajustarem seus produtos, instalarem políticas de canais de vendas, reduzindo custos, e regularizarem a sua situação trabalhista. Em linha com o relato, o estudo da EY demonstra que, em 90% dos casos, os gestores dos fundos analisados fizeram alterações no plano de negócios das empresas investidas.

Em 46% das transações pesquisadas, houve mudança do CEO da companhia. Em 85% dos casos, o CFO foi substituído. Uma situação vivida pelo sócio-diretor da BRZ Investimentos, Ricardo Propheta, que chegou a apontar um membro de sua própria equipe como principal executivo de finanças de uma empresa do seu portfólio. Além disso, desenvolveram um plano de ação robusto. “Fizemos mudanças de governança, criamos comitês de P&D e de melhores práticas, elaboramos um plano de remuneração variável para todos os níveis, fizemos rebranding”, disse.

Um dos destaques do estudo da EY foi a constatação do foco dos gestores na eficiência e melhoria das margens de lucro das investidas. Para Cristiano Lauretti, chefe de Private Equity do Kinea, um dos fatores de sucesso é a parceria saudável com os administradores das empresas. Para ele, “se a liderança se recusa a aceitar a presença dos investidores minoritários, é tudo muito mais difícil”.

Mesmo no caso de empresas com modelos de negócio mais estáveis, a instabilidade do Brasil faz com que os gestores se preocupem em ampliar a rentabilidade e aperfeiçoar a gerência das companhias. Fernando Borges, responsável pelo The Carlyle Group no Brasil e vice-presidente da ABVCAP, contou o exemplo de uma empresa investida do mercado de turismo, a CVC. “Trouxemos mais de 70 pessoas de todos os níveis, trocamos produtos que não faziam sentido, reduzimos riscos e conseguimos, em uma companhia que já tinha bom ritmo de crescimento, melhorar a margem e dobrar o EBITDA”.

Fonte: ABVCAP


Comentários


Mapa do Site | Links Úteis | FAQ | Contato | Localização
ABVCAP RJ: Av. Nilo Peçanha nº 50 sala 2901 - Centro - Rio de Janeiro - 20020-906 | Telefone: 55-21-3970-2432
ABVCAP SP: R. Pequetita nº 145, 8º andar, cj 81 - Vila Olimpia - São Paulo - 04552-060 | Telefone +55 11 3106-5025