Esqueceu sua senha?

Notícias do Setor

Private Equity | Patria lança empresa ‘cheque em branco’ nos EUA para levantar US$ 250 milhões Adicionado em 22/03/2021
 
Dois meses depois de abrir capital na Nasdaq, a gestora brasileira Patria volta aos EUA com uma nova estratégia para captar recursos, em meio à temporada de alta liquidez no mercado americano. O grupo pretende levantar US$ 250 milhões por meio de um Spac, sigla para Special Purpose Acquistion Company, também conhecida como companhia de cheque em branco.

A modalidade vem despontando como um dos principais caminhos da indústria de investimentos para acessar o mercado de capitais nos EUA. Numa empresa de cheque em branco, os investidores fazem uma aposta na capacidade dos gestores em encontrar boas oportunidades para combinar negócios. Não há definição, de partida, de qual empresa será o alvo dos recursos.

A expectativa é que os profissionais por trás do veículo de investimento, chamados de patrocinadores, usem suas experiências para encontrar um nome promissor no mercado, realizar um processo de aquisição, para então levar essa empresa à Bolsa de Valores.

Spac é vista como alternativa mais ágil a IPO

A vantagem para o investidor que assina o “cheque em branco” é entrar antes numa aposta com alto potencial de valorização. Por ter menor trâmite regulatório, o Spac é visto como uma alternativa mais ágil aos tradicionais processos de IPO (oferta inicial de ações, na sigla em inglês) para companhias com intenção de acessar o mercado de capitais.

Protocolada na sexta-feira 19, a oferta do Patria Acquisiton Corp., nome da iniciativa da gestora brasileira, tem como objetivo principal a busca por uma empresa na América Latina, em setores em que o grupo já tem experiência, como saúde, alimentação e bebidas, logística, agronegócio, educação e serviços financeiros.

O Patria destaca a região como um mercado em crescimento, com baixa penetração de negócios e oportunidades únicas de investimentos. Cita ainda que buscará empresas com reconhecido time de executivos e acionistas, com vantagens competitivas e boas perspectiva de crescimento.

Como costuma ocorrer no Spac, os gestores têm prazo de dois anos depois do lançamento da oferta para encontrar a companhia-alvo. Embora indique a prioridade regional e setores específicos, o Patria afirma não haver restrições e diz considerar quaisquer indústrias, regiões e companhias em diferentes estágios de desenvolvimento. Também deixa aberta a possibilidade de escolher investimentos hoje já associados à gestora brasileira. O grupo administra mais de US$ 14 bilhões em recursos e tem 55 empresas e ativos em seu portfolio.

Estarão à frente do novo veículo de investimento Ricardo Leonel Scavazza, sócio do Patria que acumula experiências como CEO da Anhanguera (atual Cogna) e CFO da Dasa; José Augusto Teixeira, que se juntou à gestora em 2004 ao sair do Goldman Sachs, além de Marco Nicola D’Ippolito, atual CFO do Pátria. A oferta é coordenada pelo JP Morgan.

Onda do cheque em branco pode virar bolha

A febre das empresas de cheque em branco atingiu novos patamares no mercado americano neste ano e reforçou o alerta de uma possível bolha. A dúvida é se haverá tantas boas empresas para receber os recursos já levantados.

Em menos de quatro meses, foram 276 ofertas de Spacs nos EUA em 2021, num total de quase US$ 90 bilhões, segundo dados do Spac Research. Os números já são superiores ao total do ano passado, quando 248 negócios movimentaram US$ 83,4 bilhões, cifra recorde.

Um dos motivos que chamam atenção na onda é a participação de celebridades em algumas das ofertas. Nomes como o ex-astro do basquete Shaquille O’Neal, do beisebol Alex Rodriguez, a cantora Ciara Wilson, além do republicano Paul Ryan, fizeram parte de iniciativas cheque em branco. No começo deste mês, a SEC (CVM americana) lançou um alerta aos investidores para destacar que a presença de nomes famosos não representa garantia de que o negócio será bem sucedido.

A indústria também atraiu uma série de ex-presidentes de empresas, como o ex-CEO da Boeing Dennis Muilenburg. Entre os negócios que já receberam investimentos está a fabricante de caminhões elétricas Nikola.

Ao todo, os Estados Unidos já contam 534 empresas de cheque branco. Na semana passada, outra gestora com negócios no Brasil lançou seu Spac na Nasdaq. A Valor Capital, da área de venture capital (participação em empresas em estágio mais inicial), pretende levantar US$ 200 milhões para investir numa empresa de tecnologia na América Latina. A oferta é coordenada pelo BofA Securities e o Barclays.

A gestora foi fundada por Clifford Sobel, que foi embaixador americano no Brasil entre 2006 e 2009, e já investiu em empresas como Stone e Gympass.

Fonte: Estadão


Comentários


Mapa do Site | Links Úteis | FAQ | Contato | Localização
ABVCAP RJ: Av. Nilo Peçanha nº 50 sala 2901 - Centro - Rio de Janeiro - 20020-906 | Telefone: 55-21-3970-2432
ABVCAP SP: R. Pequetita nº 145, 8º andar, cj 81 - Vila Olimpia - São Paulo - 04552-060 | Telefone +55 11 3106-5025