Esqueceu sua senha?

Notícias ABVCAP

1...Ultima
Empresas devem garantir condições flexíveis a mulheres, diz Priscila Rodrigues Adicionado em 26/03/2021
 


Sócia sênior da Crescera Capital defende que companhias do setor financeiro adotem iniciativas específicas para reter talentos femininos.


Desde 2008, quando começou a atuar no mercado, a Crescera Capital fez investimentos em mais de 70 empresas. O foco inicial foi em educação, mas ao longo dos anos a gestora que teve o atual ministro da Economia, Paulo Guedes, como sócio fundador, expandiu o escopo de investimentos para outras áreas, como saúde, varejo, consumo, serviços, e inovação e tecnologia. Em comum a todas às investidas está o estímulo de políticas que garantam a igualdade entre homens e mulheres. "Se conseguirmos colocar essa sementinha em todas elas (investidas), começamos a ter uma abrangência maior do ponto de vista do impacto de equidade de gênero na força de trabalho brasileira", diz Priscila Rodrigues, sócia sênior, em entrevista à ABVCAP. 

Fonte: ABVCAP

"É muito difícil inovar sem uma perspectiva de gênero", diz diretora da Mubadala Capital Adicionado em 25/03/2021
 
Alexandra de Haan diz que mapear é o primeiro passo para a busca de igualdade entre homens e mulheres nas indústrias de Private Equity e Venture Capital.

Uma semana após mais uma sessão de quimioterapia devido a um câncer no útero, a hoje executiva Alexandra de Haan, da Mubadala Capital, decidiu pegar um voo, às 6h, do Rio de Janeiro rumo a São Paulo. Superando o cansaço que sentia, fez as malas e partiu para a primeira reunião do Venture Women Brasil (VWB), entidade dedicada a articular mulheres da indústria de Venture Capital no país. Em 6 de outubro de 2016, quando entrou no escritório de advocacia Neolaw, sede do encontro, cerca de 20 colegas a recepcionaram. De cabelos raspados e com "alguns quilos a mais", devido ao tratamento, conduziu a reunião sentada. "O senso de cumprir com meu dever foi mais forte que o desconforto", contou, em entrevista à ABVCAP. 
"Futuro do Private Equity é unir retorno a propósito", diz Luciana Ribeiro Adicionado em 25/03/2021
 
Cofundadora da EB Capital vê com bons olhos emergência da pauta ESG nos investimentos, mas alerta que o Brasil precisa sair do discurso para a prática.

A ascenção da pauta ESG (Environmental, Social and Governance, ou ambiental, social e governança) fomenta o debate sobre diversidade social e sustentabilidade ambiental, mas o Brasil precisa transformar, rapidamente, discurso em prática. Esta é avaliação de Luciana Ribeiro, cofundadora da EB Capital. "Precisamos de um volume de ações muitíssimo maior para que tenhamos, de fato, condições de reduzir a desigualdade, aumentar a prosperidade, entender o papel do Brasil na discussão ambiental", disse, em entrevista à ABVCAP.
Anjos e CVCs, uni-vos! Adicionado em 16/03/2021
 
Os anjos têm dois especiais interesses em investir. O primeiro deles é o retorno financeiro e, portanto, vislumbram em algum momento chegar a uma saída recompensadora.

Fonte: Money Times

Private equity chega ao terceiro setor Adicionado em 16/03/2021
 
Gestão Carlyle, Pátria, Vinci e Warburg Pincus criam Instituto Órizon para replicar suas técnicas em ONGs.

Fonte: Valor Econômico

Digitalização amplia investimento em startups e fintechs na pandemia Adicionado em 09/03/2021
 
Os investimentos em fintechs e startups deve alcançar novos patamares, afirmaram executivos do setor. A expectativa é que o "novo normal" trazido pela pandemia do coronavírus impulsione a criação de novos negócios tecnológicos e parcerias dessas iniciativas com grandes bancos e companhias.

Fonte: Folha de S. Paulo

Pandemia reforça oportunidades para mercado secundário no Brasil, diz diretor da Lexington Adicionado em 24/02/2021
 
Renato Weiss fala sobre os planos do escritório recém-inaugurado do país e diz que crise reforça o posicionamento de ativos alternativos por oferecer soluções para cotistas e gestores 
 
A pandemia de covid-19 pode estimular o desenvolvimento do mercado secundário de ativos alternativos no Brasil. Em meio à crise, cotistas de fundos anseiam por liquidez e gestores preferem esperar a turbulência passar, em busca de maior rentabilidade, o que abre uma janela de oportunidades para gestoras como a Lexington para prover liquidez aos investidores e capital de longo prazo para gestores, avalia o diretor da empresa no Brasil, Renato Weiss. “Após dois anos de recessão, de 2015 a 2016, e o atual cenário de pandemia, a expectativa é que o mercado secundário cresça cada vez mais. O momento é propício ao segmento”, avalia, em entrevista à ABVCAP. 
CEO da Vinci vê 'avenida de crescimento' ao Private Equity brasileiro Adicionado em 24/02/2021
 
Alessandro Horta avalia que momento é propício à diversificação e comenta fase pós-IPO, com foco na aceleração de produtos de investimentos alternativos no país

Em linha com as expectativas internas, o IPO da Vinci Partners levantou cerca de US$ 275 milhões no último dia 28 de janeiro. O capital, avaliado como "superpositivo" pelo CEO da gestora, Alessandro Horta, será estratégico para acelerar o lançamento de produtos de mercados privados no país. "Usaremos o valor levantado para fazer o seeding (capital inicial) e atrair recursos de clientes, colocando compromisso da Vinci para catalisar esse processo", disse o executivo, em entrevista à ABVCAP.
Pátria busca liderança na América Latina após IPO na Nasdaq Adicionado em 24/02/2021
 

Com os recursos levantados, gestora procura consolidar presença na região e, ainda, lançar novos produtos de private equity e outras frentes


Após 32 anos de existência, a gestora Pátria deu um passo importante rumo à internacionalização, com a abertura de capital em uma das principais bolsas de valores do mundo, a Nasdaq, em 22 de janeiro. O montante de US$ 588 milhões levantado deve contribuir na consolidação da empresa na América Latina e, ainda, ampliar os produtos de Private Equity e outras frentes, diz o sócio-fundador, Alexandre Saigh, diretor-presidente, membro do Conselho de Administração e sócio-fundador do Pátria. "Temos um sonho, de três décadas, de montar uma gestora líder no Brasil, América Latina e mercados emergentes", diz o executivo, em entrevista à ABVCAP.
Consultoria: relacionamento com investidores internacionais Adicionado em 19/02/2021
 

ABVCAP abre chamada para propostas de consultorias em relacionamento com investidores internacionais em private equity e infraestrutura.

Associação pede mudanças no Marco Legal das Startups Adicionado em 11/02/2021
 
O presidente da Associação Dínamo, grupo de advocacy para políticas públicas para os ecossistemas de startups e inovação do Brasil, que conta com membros representantes de startups como a ABS (Associação Brasileira de Startups), Anjos do Brasil, ABVCAP, Google, Facebook, Amazon, Startup Farm, Baptista Luz Advogados, Derraik Menezes Advogados e STATE, vem por meio desta nota técnica em anexo nos manifestar em relação à PLC 249/2020, referente ao Marco Legal das Startups.

Fonte: TI Inside

Investimentos de venture capital e private equity somaram R$ 23,6 bilhões e Adicionado em 04/02/2021
 
Pela primeira vez, os aportes de venture capital superaram os de private equity no Brasil

SÃO PAULO – Os investimentos da indústria de venture capital (VC) e private equity (PE) somaram R$ 23,6 bilhões no país ao longo de 2020. É o segundo maior volume de capital de risco desde 2011, com queda de 7% sobre o valor visto em 2019.

Fonte: Infomoney

"Queremos escrever o futuro da mobilidade elétrica no Brasil", afirma diretor da Voltbras Adicionado em 28/01/2021
 
Bernardo Durieux relembra a fundação da empresa catarinense de gestão de recarga de carros elétricos, e conta como o investimento da EDP deu musculatura e celeridade aos projetos da startup 

fim da graduação em engenharia de controle e automação na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) foi só o começo de uma revolução no segmento de mobilidade elétrica, empreendida pelo então estudante Bernardo Durieux. Junto a outros três colegas, fundou em 2018 a Voltbras, startup pensada para oferecer uma solução completa para gestão de postos de recarga para veículos elétricos -- da captura de dados dos eletropostos ao processamento de pagamento das recargas no modo autosserviço pelos motoristas através do aplicativo.
"Ter um veículo de CVC no Brasil traz sinergia com as unidades de negócio", diz executivo da EDP Adicionado em 28/01/2021
 
Rosario Cannata explica as motivações da multinacional do setor elétrico para criar um veículo de corporate venture capital no país e destaca investimento na Voltbras, startup de mobilidade elétrica, como exemplo de sucesso de trabalho em conjunto com a EDP 

O amadurecimento do ecossistema de startups no Brasil chamou a atenção da portuguesa EDP, empresa que atua em toda a cadeia de valor do setor elétrico no Brasil, motivando-a a estruturar um veículo de Corporate Venture Capital (CVC) próprio, em 2018. O gatilho para a fundação foi a certeza de que ter uma ponte direta entre unidades de negócio e startups traz mais sinergia aos negócios e agilidade. 
"É preciso também buscar inovação fora do próprio meio", diz diretor do Mercado Livre Adicionado em 28/01/2021
 
Renato Pereira relata o ano promissor que a unidade de venture capital da empresa teve no Brasil, com recorde de investimentos em startups e perspectiva otimista para 2021 

Mesmo uma empresa com mais de quatro mil desenvolvedores e presença em toda a América Latina, como o Mercado Livre, também precisa buscar inovação fora do seu próprio meio. É o que defende Renato Pereira, diretor de desenvolvimento corporativo da companhia. “Não temos o monopólio das boas cabeças, ideias e execuções”, disse, em entrevista à ABVCAP. “É saudável ter pessoas diferentes, de culturas e origens distintas, pensando de forma diversa para trazer inovação”, complementa. 

1...Ultima
Mapa do Site | Links Úteis | FAQ | Contato | Localização
ABVCAP RJ: Av. Nilo Peçanha nº 50 sala 2901 - Centro - Rio de Janeiro - 20020-906 | Telefone: 55-21-3970-2432
ABVCAP SP: R. Pequetita nº 145, 8º andar, cj 81 - Vila Olimpia - São Paulo - 04552-060 | Telefone +55 11 3106-5025