Esqueceu sua senha?

Notícias do Setor

1...Ultima
Como o General Atlantic escolhe os próximos unicórnios brasileiros Adicionado em 30/10/2020
 
Bill Ford, CEO do General Atlantic, falou durante o congresso Abvcap Experience sobre a experiência do fundo de private equity no mercado brasileiro.

Fonte: Info Money - ABVCAP Experience

Brazil Has Become a Hot Market for IPOs. Here’s How to Find the Opportunities Adicionado em 09/10/2020
 

A raging pandemic and 5% economic contraction might seem like a poor backdrop for initial public offerings. But Brazil’s IPO market is defying macro gravity with its hottest year since 2007.


Fonte: Barron's

Warburg Pincus investe US$ 100 mi na Take no maior ‘Series A’ do Brasil Adicionado em 07/10/2020
 
A Take — uma empresa de tecnologia que ajuda companhias a conversar com os clientes no WhatsApp e redes sociais — acaba de levantar US$ 100 milhões com o Warburg Pincus, na maior aposta até agora de que o chamado ‘conversational commerce’ é o futuro do varejo. Esta é a maior rodada ‘Series A’ da história do Brasil e o primeiro aporte externo desde que a Take foi fundada em Belo Horizonte em 1999.

Fonte: Brazil Journal

Private Equity | IG4 confirma compra da peruana Graña y Montero Adicionado em 02/10/2020
 
Gestora brasileira ainda planeja fazer uma oferta pública de aquisição de ações aos minoritários.


Fonte: Valor Econômico

Private Equity | Advent capta fundo de US$2 bi para investir na América Latina Adicionado em 29/09/2020
 
A gestora de fundos de private equity Advent International disse nesta terça-feira que concluiu a captação de um fundo de dois bilhões de dólares para investir em empresas latino-americanas, de olho em ativos que se tornaram mais baratos pela recente desvalorização de moedas da região.

Fonte: Reuters Brasil

Venture Capital | Dez anos em três meses: a Magnamed multiplicou por dez sua produção. Mas e agora? Adicionado em 29/09/2020
 
A fabricante brasileira de ventiladores pulmonares montou uma operação de guerra para entregar 5 mil equipamentos ao Ministério da Saúde. Agora, planeja construir uma fábrica nos EUA e produzir novos produtos. O fundador Wataru Ueda conta os próximos passos.

Fonte: Neo Feed

Venture Capital | 500 Startups: aceleradora do Vale completa uma década e fala de planos no Brasil Adicionado em 28/09/2020
 
A 500 Startups completou neste mês 10 anos de atuação -- boa parte deles aportando no ecossistema nascente da startups brasileiras. A aceleradora e fundo de investimentos do Vale do Silício (Estados Unidos) foi considerada o fundo mais ativo do mundo em número de rodadas pela base de dados Pitchbook.

Fonte: Pequenas Empresas & Grandes Negócios

Venture Capital | Na Multiplan, a nova geração tem o desafio de construir o shopping do futuro Adicionado em 28/09/2020
 
Neto de José Isaac Peres, fundador da empresa e um dos pioneiros dessa indústria no País, Daniel Peres Chor comanda a área de inovação da Multiplan, que aposta em frentes como superapp, big data e investimentos em startups para adaptar os shoppings do grupo às transformações do setor.

Fonte: Neo Feed

Private Equity | Grupo de renováveis Atlas tem aval do Cade para comprar projetos solares em MG e SP Adicionado em 25/09/2020
 
Uma empresa do grupo Atlas, controlado pelo fundo de private equity Actis, recebeu autorização do órgão brasileiro de defesa da concorrência para a aquisição de projetos solares pré-operacionais em Minas Gerais e São Paulo.


Fonte: Reuters Brasil

Private Equity | Febre de IPOs: os empreendedores que dão nova cara à bolsa brasileira Adicionado em 24/09/2020
 
Mais de 50 empresas querem abrir o capital para acelerar a expansão, mesmo com a pandemia. Mas os riscos da economia e as lições de 2007 servem de alerta.


Fonte: Exame

Venture Capital | Startups, transformação digital e home office: uma conversa entre Jorge Paulo Lemann e Pedro Moreira Salles Adicionado em 24/09/2020
 
Segundo os executivos, o país passou por mudanças estruturais nos últimos anos.

Pedro Moreira Salles, presidente do conselho de administração do Itaú Unibanco, não acha que o mundo do trabalho vai migrar de vez para o home office. “Acho que a cultura está no contato pessoal, não no encontro programado. [No trabalho remoto], se você tem uma ideia e quer trocar com um colega, precisa marcar um Zoom. E o acaso se perde”, diz o executivo.

Fonte: Época Negócios

Venture Capital | Para startups do Cubo, 2020 foi sofrido, mas com espaço para crescimento Adicionado em 24/09/2020
 
O ano de 2020 apresentou desafios a empresas de todos os tamanhos. Com as startups, não foi diferente. Logo nas primeiras semanas após a chegada da pandemia do novo coronavírus ao Brasil, essas companhias começaram a se preparar para uma crise que certamente atingiria a economia. Passados mais de seis meses, o Cubo divulga os resultados obtidos pelas suas starups nesse período.


Fonte: Época Negócios

Venture Capital | “Na área de tecnologia e inovação, o governo é um excelente cliente” Adicionado em 24/09/2020
 
Letícia Piccolotto, presidente executiva da Fundação BRAVA, fundadora e CEO do BrazilLAB, fala sobre o trabalho de conexão de startups com o setor público

Conversamos com Letícia Piccolotto, presidente executiva da Fundação BRAVA, fundadora e CEO do BrazilLAB, sobre o trabalho de conexão de startups com o setor público, desafios da interação com instituições governamentais, importância da avaliação de impacto, entre outros assuntos.

Fonte: Exame

Venture Capital | Na Vox Capital, o impacto é o que interessa (junto com o retorno financeiro, é claro!) Adicionado em 24/09/2020
 
Com R$ 200 milhões sob gestão e mais de 30 startups no portfólio, a Vox Capital é uma veterana em investimento de impacto – bem antes de a sigla ESG virar moda. Em entrevista ao Café com Investidor, Daniel Izzo, sócio da gestora, conta a estratégia do fundo e revela que está em fase de nova captação

Pergunte a Daniel Izzo, sócio do fundo Vox Capital, como ele era recebido em bancos em 2009, quando criou a sua gestora para investir em startups que causassem impacto social?

Com uma leve risada, ele relembra que tinha três tratamentos. O primeiro deles era irônico. “Vocês são muito bonitinhos, uma graça”, diziam alguns interlocutores. Outros eram céticos. “Não entendo como obter retorno financeiro com investimento de impacto”, questionavam. E, por fim, havia os bravos. “Como você ousa falar isso?”

Mais de 10 anos depois, o tratamento que o sócio da Vox Capital recebe atualmente é bem diferente. “Agora, é uma corrida desesperada. Mudou e mudou muito”, diz Izzo, ao programa CAFÉ COM INVESTIDOR, que entrevista os principais gestores de venture capital do Brasil, no NeoFeed. “A nossa tese é que o impacto social ao longo do tempo caminha de mãos dados com maior retorno financeiro.”

Com aproximadamente R$ 200 milhões sob gestão e captando um terceiro fundo, a Vox Capital já investiu em mais de 30 startups nesse período. São empresas como a Magnamed, que foi fundamental para a produção de respiradores para enfrentar a pandemia da Covid-19, ou a Sanar, startup de educação ligada ao setor de saúde.

A gestora faz cheques que começam em R$ 3 milhões e podem ir até R$ 8 milhões e entra no estágio seed e série A. O novo fundo será majoritariamente para investimentos em série A, podendo chegar a B. Os setores preferidos são os de educação, saúde e serviços financeiros. “São setores enormes da economia e cheios ainda de necessidades básicas.”

Mas qual a diferença da análise de um investimento feito por uma gestora de venture capital tradicional em comparação à Vox Capital? “Temos um processo de avaliação similar: olhamos o time, o modelo de negócio e a escalabilidade do produto”, afirma Izzo. “Mas temos um tema extra: olhamos o impacto.”

A gestora faz uma espécie de workshop com os fundadores da startup em que quer investir para entender o impacto que ela quer causar e identificar seus principais indicadores. “Queremos um empreendedor que não precisa carregar a bandeirinha de ONG, mas precisa valorizar a solução que sua empresa está se propondo a fazer”, diz Izzo.

Um exemplo é a fintech Avante, que fornece microcrédito para pessoas de baixa renda. Além de saber quantas pessoas estão usando o serviço e se estão conseguindo pagar, Izzo vai além. “Quero saber também se o ganho de produtividade de quem pegou o empréstimo é maior do que ele está pagando em juros.”

No caso da Avante, foi identificado que, na média, quem pegava crédito com a startup ganhava em produtividade. Mas isso não acontecia com homens jovens. “Se não dá certo, precisa melhorar a proposta de valor do produto e dar alguma coisa para ele se preparar para poder pagar”, afirma Izzo.

Outro exemplo do portfólio é a CellCoin, um aplicativo que funciona como um correspondente bancário que permite pagamento de contas e recarregamento do celular. O aplicativo tem sido usado por mais de 32 mil pequenos comerciantes no interior do Brasil com pouco acesso à rede e serviços bancários.

“Em média, eles ganharam entre R$ 250 a R$ 300 de incremento de renda por oferecer o serviço”, diz Izzo. Em julho, a CellCoin transacionou mais de R$ 1 bilhão com o pagamento de 9 milhões de contas de 2,5 mil cidades brasileiras.

Nesta entrevista, que você assiste no vídeo acima, Izzo conta sua trajetória profissional e fala da onda ESG (Environmental, Social and Governance).

Fonte: Neo Feed

Cade autoriza compra da Klabin Adicionado em 23/09/2020
 
A Klabin foi autorizada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) a comprar as atividades de papéis para embalagens e papelão ondulado da Internacional Paper do Brasil. 
1...Ultima
Mapa do Site | Links Úteis | FAQ | Contato | Localização
ABVCAP RJ: Av. Nilo Peçanha nº 50 sala 2901 - Centro - Rio de Janeiro - 20020-906 | Telefone: 55-21-3970-2432
ABVCAP SP: R. Pequetita nº 145, 8º andar, cj 81 - Vila Olimpia - São Paulo - 04552-060 | Telefone +55 11 3106-5025